Prefeitura de Artur Nogueira inicia revitalização da Réplica da Estação

Revitalização inclui manutenção do prédio, bem como pintura dos bancos e melhora na iluminação da praça onde a réplica está localizada 

A Prefeitura de Artur Nogueira, por meio da secretaria de Cultura e Turismo, deu início à revitalização da Réplica da Estação Ferroviária, um dos principais pontos turísticos da cidade e que representa parte da história do município nogueirense. Revitalização inclui a manutenção do prédio, bem como a pintura dos bancos e melhora na iluminação da praça onde a réplica está localizada.

De acordo com o prefeito Lucas Sia (PSD), a linha ferroviária passa por novas adaptações a fim de que a história da cidade possa se manter preservada. “Nossa gestão demonstra zelo e cuidado com o patrimônio da cidade, pois preservar a história do nosso município é dar valor a tudo que foi construído até aqui. A praça é o nosso legado”, destaca.

Dentre as reformas, destacam-se um painel com a imagem da Casa da Memória, datada de 1906, que será colocado ao lado da réplica e que resgatará os trens e os personagens que fizeram parte da história de Artur Nogueira. Além disso, o local recebe nova iluminação, já que as antigas luminárias estavam queimadas.

Foi providenciada ainda a pintura dos bancos em volto da praça que cedia a Estação, bem como a reconstrução de todo o jardim. Tais ações serão desempenhadas com o apoio das doações de empresários e comerciantes. 

O secretário de Cultura e Turismo, Renato Carlini, comenta que toda a mão de obra foi realizada pela própria equipe, sem contratação de mão de obra externa e acrescenta que “muitas coisas que se encontram na garagem da Prefeitura estão sendo reaproveitadas para aperfeiçoar o ambiente revitalizado”. 

Ele ainda destaca que emendas parlamentares foram solicitadas para darem continuidade à reconstrução da praça como um todo, mas ressalta que tudo que foi feito até o momento “foi porque a equipe teve força de vontade para trabalhar e começar o processo de revitalização”, pontua. Carlini ainda frisa que a Casa da Memória ainda não possui espaço, mas isso será feito em breve para que turistas vejam como era a Estação em 1906 e como ela está agora.

A ESTAÇÃO

Inaugurada em 1907, a linha transitava de Cosmópolis até o centro de Campinas. Ao ser desativada e demolida entre as décadas de 1960 e 1970, a linha ferroviária precisou ser reconstruída, desta vez, com uma réplica fiel à estação original. Agora, a estação passa por novas adaptações a fim de continuar mantendo a história  da cidade preservada.

Relacionadas