Prefeitura anuncia revitalização do prédio da antiga biblioteca e teatro

Local está desativado desde 2011, e o interior do imóvel sofre com infiltração e rachaduras

A Prefeitura de Artur Nogueira, por meio das secretarias de Planejamento e Educação, anunciou a revitalização do prédio da antiga Biblioteca e Teatro Municipal. O local, desativado desde 2011, aguarda há anos por uma restauração, e o decorrer do tempo fez com que problemas como infiltração e rachaduras surgissem no interior do imóvel. 

De acordo com o prefeito Lucas Sia (PSD), a revitalização trará muitos benefícios ao município. “Nossa gestão é comprometida em manter sempre viva a história do município. Ao revitalizar o prédio, a Prefeitura de Artur Nogueira tem preservado o passado, cuidado do presente e pensado no futuro”.

O imóvel está localizado na Avenida Fernando Arens, no Centro, e já deu lugar a escola Francisco Cardona, ao Teatro, e aos livros que compunham a antiga Biblioteca Municipal. Centenário, o local sediou histórias e eternizou lembranças de pessoas que passaram por lá desde outubro de 1920, quando ele foi inaugurado.

PRESTES A DESMORONAR

O secretário de Planejamento Fernando Arrivabene comenta que, infelizmente, o local sofreu duramente ao longo dos anos. Isso porque, quem entra no prédio hoje – um século após a sua construção – se depara com rachaduras nas paredes, com o forro de madeira completamente deteriorado por cupim, com a pintura desgastada, e com o assoalho de madeira todo quebrado.

Para o titular da pasta, os sinais de destruição acusam a falta de cuidado e de reparos que o patrimônio vem enfrentando. “Um dos maiores problemas é o telhado. Tem muita infiltração. Parte da história nogueirense tem se deteriorado com o tempo, e um dos únicos  patrimônios históricos do município pode desabar a qualquer momento se nada for feito. Vamos trabalhar para que o aniversário de 102 anos do prédio seja comemorado com ele já restaurado”, enfatizou. 

Arrivabene ainda pontua que a reforma no prédio garantirá que ele continue em pé por pelo menos mais cem anos. O também arquiteto e urbanista explica que a revitalização resgatará as características originais do prédio, desde a pintura até os detalhes de sua arquitetura que acabaram sendo removidos entre uma reforma e outra.

Relacionadas