Lucas Sia conquista R$ 600 mil para Artur Nogueira

Junto a deputado Rafa Zimbaldi, vereador Beto Baiano auxiliou na conquista da verba que será utilizada na revitalização do Córrego Cotrins

Uma verba de R$ 600 mil foi liberada à Prefeitura de Artur Nogueira para a revitalização do Córrego Cotrins. O recurso foi conseguido após intermediação do deputado estadual Rafa Zimbaldi (PL) junto à Secretaria de Desenvolvimento Regional do Governo do Estado de São Paulo. O valor deve ser enviado ao município já em março. 

A assinatura do convênio de liberação da emenda aconteceu nesta terça-feira (23) no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Além do prefeito Lucas Sia (PSD), estiveram presentes no encontro o vereador Beto Baiano (Republicanos), o deputado Rafa Zimbaldi (PL) e o secretário executivo da secretaria de Desenvolvimento Regional Rubens Cury, além de prefeitos de cidades da região.

A princípio, o valor acordado era R$ 500 mil, no entanto, após solicitação do prefeito, outros R$ 100 mil foram destinados ao município, totalizando o valor de R$ 600 mil. “Agradeço, em nome da Prefeitura de Artur Nogueira, o empenho do deputado em viabilizar esse recurso para a cidade. Logo mais, a população nogueirense contará com mais um investimento que estava em nosso Plano de Governo”, ressaltou Sia. O chefe do Executivo agradeceu ainda o vereador Beto Baiano (Republicano) que, segundo ele, auxiliou na conquista de mais recursos para a cidade. 

Córrego Cotrins

O projeto de revitalização inclui arborização, instalação de novos pontos de iluminação, praças de convívio comunitário, entre outras modificações. As obras acontecerão na parte central, superior e inferior do córrego.

A parte central já possui ordem de execução de serviço e será realizada com uma verba de R$ 500 mil adquirida em anos anteriores por meio do deputado Rogério Nogueira (DEM). Lá serão regularizadas e colocadas calçadas, equipamentos de lazer e iluminação. 

Já os atuais R$ 600 mil advindos do deputado Rafa Zimbaldi (PL) servirão para as outras duas partes, superior e inferior, onde serão feitas as mesmas implantações. Vale ressaltar que o processo de aquisição da licença ambiental para execução das obras está em andamento.

Relacionadas